Contato

Alcides Ferri (17) 9609.4599 alcidesferri@bol.com.br

Quem sou eu

Minha foto
São José do Rio Preto, São Paulo, Brazil
Formação Superior em Recursos Humanos, Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Pessoas e curso de Liderança Aplicada. Experiência de 14 anos na área de Recursos Humanos. Experiência de 09 anos na área Administrativa/Financeira. Atuou nos segmentos de Construção Civil, Rede Educacional/Religiosa e Consultoria de RH. Atualmente atua como Consultor em RH e Palestrante Motivacional/Comportamental - realizando palestras e treinamentos, in company, objetivando inspirar e persuadir as pessoas a se engajarem na busca constante de seu autodesenvolvimento, visando à superação das lacunas e carências existentes em suas competências a fim de atingirem sustentabilidade na carreira. Como Consultor, propõe ações interventivas, quando solicitado pelas empresas, que podem ser efetivamente aplicadas para solucionar problemas e conduzir ao aperfeiçoamento no que tange a Gestão de Pessoas. Coautor do Livro Ser + com T&D - Estratégias e Ferramentas de Treinamento e Desenvolvimento para o Mundo Corporativo.

21 de mai de 2012

Profissionais de RH resistentes ao outsourcing de RH

*Por: Alcides Ferri
Certa vez, a fim de estabelecer networking, visitei uma feira de um determinado segmento – tendo em vista que normalmente os diretores das empresas estão presentes nos estandes. Ao conversar com o diretor de uma empresa, apresentei o trabalho que realizo com foco em treinamento e desenvolvimento de pessoas e solicitei a possibilidade dele me franquear uma oportunidade de realização em sua empresa. Trocamos cartões e ele me disse que eu poderia visitá-lo na semana seguinte para acertar os detalhes e agendarmos a data do treinamento. Conforme combinado, cheguei no horário marcado para a reunião, mas ele estava saindo e me disse: “Surgiu um imprevisto e tenho que atender um problema de família, mas pode conversar com a encarregada de RH, pois já sinalizei para ela da necessidade de realização do seu trabalho para nossos colaboradores”.
A encarregada me atendeu e dei maiores informações sobre o meu trabalho. Ela pontuou que de fato havia necessidade, mas percebi que começou a criar empecilhos quanto à data de realização. Enfim, saí da empresa sem conseguir agendar o treinamento, ainda que o diretor tivesse dado carta branca para fazê-lo. Posteriormente, liguei algumas vezes, mas nunca conseguia falar com ela (se mostrava inacessível) e quando conseguia ela continuava postergando a realização.
Obtive novamente contato com o diretor e expliquei o que estava acontecendo, de pronto ele mesmo agendou a data e todos os detalhes para realização. Depois, numa conversa em particular, ele me disse que constantemente enfrentava dificuldades com a encarregada de RH, ou seja, mesmo ele pontuando a necessidade de fornecedores de outsourcing de RH, no que tange treinamentos, palestras e consultorias, ela criava resistência ao se sentir ameaçada por um trabalho externo.
A profissional do relato acima representa uma parcela de profissionais da área de RH, que usam a sua posição, a fim de bloquear a entrada e realização de ações de cunho capacitacional ou de qualquer fornecedor de outsourcing de RH. Tais profissionais agem assim porque se sentem ameaçados com a presença de um consultor externo, temem que seus gaps de competências sejam revelados. Mesmo profissionais mais preparados, muitas vezes, oferecem resistência simplesmente porque querem brilhar sozinhos. No entanto, já não é mais possível que uma organização possa permitir que pessoas assim continuem em suas fileiras ou atuem dessa maneira, pois não é praticável que uma organização possa criar vantagem competitiva apenas capturando internamente expertise para ações com foco em Capital Humano, mesmo que tenha disponibilidade e capacidade interna para executar tais atividades. A terceirização de serviços com foco em Capital Humano tem se revelado uma solução eficaz e estratégica para a área de RH e consequentemente para as organizações.
Enquanto existe uma parcela de profissionais de RH que se valem da possibilidade de alocar consultores externos, claro que adequadamente competentes e preparados, temos outra parcela (como mencionado acima) que pretere todo tipo de trabalho oriundo de terceirização. Os profissionais de RH que valorizam o trabalho de outsourcing de RH tendem a alavancar a sua área perante os stakeholders da organização. Portanto, é preciso que as organizações e especificamente aqueles que estão acima da área de RH fiquem atentos para inibir a ação deletéria de muitos profissionais de RH, que ao invés de jogarem a favor da empresa estão jogando contra.
*Alcides Ferri tem formação Superior em Recursos Humanos e Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Pessoas. Experiência de 14 anos na área de Recursos Humanos. Experiência de 09 anos na área Administrativa/Financeira. Atuou nos segmentos de Construção Civil, Rede Educacional/Religiosa e Consultoria de RH. Participante ativo no CONARH – Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas, com projetos voltados para área de RH. Atualmente atua como Consultor em RH e Palestrante Motivacional/Comportamental - realizando palestras, in company, na área de Treinamento e Desenvolvimento, objetivando inspirar e persuadir as pessoas a se engajarem na busca constante de seu autodesenvolvimento, visando à superação das lacunas e carências existentes em suas competências a fim de atingirem sustentabilidade na carreira. Como Consultor, propõe ações interventivas, quando solicitado pelas empresas, que podem ser efetivamente aplicadas para solucionar problemas e conduzir ao aperfeiçoamento no que tange a Gestão de Pessoas.
Contato: alcidesferri@bol.com.br
http://www.alcidesferri.blogspot.com/

Introduction